Perdas e desperdícios de alimentos atestam a importância da busca pela eficiência de sistemas alimentares em todo o mundo. Diante do problema, um dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU para 2030 estabelece a redução, pela metade, das perdas de alimentos ao longo das cadeias de produção e abastecimento, incluindo as perdas pós-colheita e o desperdício global de alimentos per capita no varejo e no consumo.

Neste vídeo da nossa série “Papo de Engenheiro” – produzido em nosso VIII Simpósio Internacional de Excelência em Produção, o engenheiro de alimentos e professor do Instituto Mauá de Tecnologia, Antônio Cabral, destaca a importância do uso do Big Data pela indústria de Embalagem e de Alimentos para entender as cadeias produtivas em sua totalidade, superar desafios como o desperdício e adicionar valor à produção.

A “agregação de valor nas cadeias produtivas agrícolas” e a “convergência tecnológica e de conhecimentos na agricultura” são, justamente, algumas das megatendências destacadas no estudo Visão 2030: o futuro da agricultura brasileira”, lançado pela Embrapa no fim de abril.

Confira o papo com Antônio Cabral e saiba mais sobre como o Big Data pode transformar a indústria de Embalagem e de Alimentos no país! E participe do nosso Cluster de Digitalização, compartilhando ideias para entendermos juntos como a convergência tecnológica e de conhecimentos pode transformar várias indústrias no Brasil e no mundo.