18 de maio de 2022

Definido como um mundo virtual imersivo e compartilhado, que pretende replicar a realidade por meio de dispositivos digitais, o Metaverso é uma espécie de nova camada da realidade construída por meio de diversas tecnologias, como realidade virtual, realidade aumentada, hologramas, gêmeos digitais e outros. 

Em uma pesquisa online representativa junto com a Annalect, a OMD Alemanha – maior rede de mídia a nível mundial, com mais de 13 mil colaboradores em mais de 100 países –  examinou o interesse e o uso do tópico de tendência ‘Metaverso’ pelos cidadãos alemães. De acordo com os resultados do estudo, o potencial para o tema na Alemanha é surpreendentemente grande, no total, 61% dos pesquisados ​​usam ou estão interessados ​​em Metaverso, outros 12% querem experimentar um mundo virtual em breve e 27% podem imaginar usá-lo.

“O Metaverso pode ser descrito como a Internet do futuro, na qual os mundos real e virtual se fundem perfeitamente. A batalha pelo domínio está em pleno andamento entre os gigantes da tecnologia. O Metaverso impactará a vida digital e física”, disse Sophie-Lulu Bloch, especialista em mídia social da OMD.

Assim, o tema Metaverso também é altamente relevante para as empresas, pois podem oferecer às marcas novos pontos de contato e oportunidades de publicidade, permitindo uma nova forma de experiência. 

A ideia de utilizar ambientes, equipamentos e avatares tridimensionais virtualmente desenvolvidos já está presente também na indústria, desde a construção de novos maquinários, implementação de novos processos, aumento da eficiência, manutenção de equipamentos, entre outros. Uma tecnologia muito utilizada dentro do contexto do metaverso é a realidade aumentada, ela é mais comum na indústria pesada e permite o desenvolvimento de ambientes de trabalho virtuais, máquinas completas, e equipamentos complexos.  Além de visualizar digitalmente tudo o que a tecnologia nos permite, é possível o acompanhamento minucioso de dados técnicos.

 

Os benefícios do Metaverso na indústria

Embora o Metaverso esteja mais associado ao entretenimento e repensado como uma ferramenta de interação social, seu papel na indústria pode gerar benefícios inimagináveis. Uma dessas possibilidades é a criação e interação com o Digital Twin (Gêmeo Digital), tecnologia que simula toda a linha de produção com precisão, garantindo melhor aproveitamento dos ativos, manutenção preditiva de máquinas e equipamentos e redução de riscos de acidente de trabalho.

Como a simulação do Digital Twin é realizada em um ambiente virtual, todos os detalhes do universo físico, como especificações das máquinas e dados técnicos são copiados com exatidão para o software, criando uma integração entre ambas as realidades. Além disso, permite que a linha de produção seja explorada detalhadamente pelos usuários, por meio da realidade virtual ou realidade aumentada.

Outra grande promessa do Metaverso é a possibilidade de profissionais de diferentes áreas e especialidades trabalharem remotamente em um mesmo ambiente virtual. Ferramentas digitais são extensivamente usadas para a colaboração remota em projetos complexos de engenharia, utilizando para isso ferramentas de modelagem 3D e de integração de dados.

Com o Metaverso, a colaboração virtual será levada a uma outra dimensão, permitindo realizar simulações de equipamentos e linhas inteiras, ainda em tempo de projeto. Por exemplo, será possível realizar o comissionamento virtual de uma planta, simulando de forma integrada todos os sistemas de engenharia, operações (como sistemas de automação e controle da planta) e TI (como o ERP) meses antes do comissionamento real, antecipando, assim, problemas que hoje só são percebidos e corrigidos na partida real das fábricas.

 

Case de aplicação no Industry4Her

O Industry4Her é um programa promovido pela VDI-Brasil e organizado em parceria com a Accenture, que fornece capacitação e mentoria em Indústria 4.0 para mulheres, com o objetivo de promover a liderança feminina na Indústria. Essa mentoria é realizada de maneira online, e uma das plataformas utilizadas foi o Metaverso, desenvolvida pela Flex Interativa.

Segundo Fernando Godoy, CEO da Flex Interativa e Vice-Presidente da VDI-Brasil, a principal vantagem de se utilizar o Metaverso no Industry4Her, é possibilitar às engenheiras uma experiência imersiva, em que o indivíduo se torna protagonista do seu aprendizado. Além disso, o Metaverso permite testes e atividades mais lúdicas com suas ferramentas gamificadas, contribuindo para uma experiência de aprendizado muito mais eficaz do que as demais plataformas disponíveis, como as vídeo chamadas. 

Godoy afirmou ainda que a cada ano que passa, as tecnologias estão convergindo e por isso o Metaverso industrial começa a tomar forma, introduzindo ambientes 3D, avatares e colaboração para criar uma nova experiência para os colaboradores, seja para o desenvolvimento de um novo projeto, manutenção de equipamentos de forma remota ou na simulação de uma nova linha de produção ou ajustes de processos. 

 “É importante dizer que a realidade aumentada foi e continua sendo uma importante ferramenta para auxiliar a indústria no processo de visualização de máquinas e equipamentos complexos. Através da realidade virtual podemos criar simulações imersivas para reduzir os riscos de acidentes de trabalho. Além disso, quando combinamos o Metaverso com IoT podemos acessar todos os dados de forma inovadora, além de permitir o acesso remoto, colaborativo e com novas funcionalidades”, afirmou. 

Saiba mais sobre o Industry4Her em https://www.vdibrasil.com/industry4her/