27 de setembro de 2018

Com o avanço tecnológico, a Inteligência Artificial é usada como ferramenta de inclusão, dando mais autonomia para cerca de um milhão de deficientes ao redor do globo, de forma com que haja uma interação com todo o ambiente, quebrando as barreiras. Conheça a tendência da inovação inclusiva.

Neste ano, em seu evento Microsoft build, a Microsoft lançou sua nova ferramenta “IA for Accessibility”, baseada no AI for Earth – programa do segmento com soluções para o clima, a água, a agricultura e problemas de biodiversidade.

O projeto tem o intuito de utilizar a inteligência artificial no auxílio de pessoas com deficiência visual, narrando detalhes ao redor do usuário, com leitura e indicador de perigo, o que amplia as capacidades humanas. O objetivo também é evoluir em soluções inteligentes e acessíveis, e gerar empregos. Segundo Henrique Malvar, um dos Cientistas-Chefe do Microsoft Research e Desenvolvedor de Projetos e Produtos para pessoas com deficiência, “A Inteligência artificial demanda algoritmos complexos e tecnologia pesada”.

Não é de agora que a Microsoft traz melhorias na área de acessibilidade, o Windows 10, por exemplo, trouxe a substituição do mouse e do teclado por eye control – tecnologia criada após Steve Gleason, ex-jogador da NFL, desafiar os funcionários da Microsoft a criar algo que auxiliasse portadores de uma doença neuromuscular, chamada esclerose lateral amiotrófica (ALS), que dificulta a movimentação, tendo, muitas vezes, os olhos como o único músculo não afetado.

A tendência de desenvolver soluções tecnológicas para buscar a inclusão de usuários exlcuídos pelos mercados convencionais está crescendo mundo a fora. A inclusão não é um mito, mas algo desenvolvido pela engenharia.

Um outro campo de aplicação do conceito são produtos voltados à população de baixa renda e se apoia em projetos governamentais, empresariais, organizações não governamentais, entre outras; sendo inserida por meio de produtos, tendo acesso ao produto ou serviço desenvolvido; ou sendo incluso por processo, fazendo parte da criação dessa inovação.

Não há no Brasil uma política abrangente para o desenvolvimento dessas tecnologias, porém ações pontuais merecem ser estendidas, como é o caso do Banco de tecnologias Sociais, da Fundação Banco do Brasil, que reúne experiência de tecnologias sociais desenvolvidas pelas comunidades do país.

Já no âmbito acadêmico brasileiro, diversos exemplos de inovação inclusiva na prática mostram a tendência crescente no país. Em São Paulo foi desenvolvido um projeto por alunos do Instituto de Ensino e Pesquisa (Insper) afim de dar maior visibilidade aos catadores de materiais recicláveis. Visando atender uma categoria de subemprego, cada catador teve sua característica em seu carrinho, que foi reformado para atender a necessidade de cada um, além de receber uma pintura artística, levando-a para onde forem.

A ação foi um estimulo ao mindset inovador da geração de engenheiros que está se formando, esses que serão o futuro da engenharia no Brasil e no mundo. As universidades precisam se aprofundar em trazer aos alunos uma experiência que os aproxima da realidade, e da descoberta de necessidades que estão ocultas.

A inovação inclusiva está nos mais variados lugares, auxiliando os que mais precisam. O hospital 9 de julho, em São Paulo, já conta com um projeto para monitoração de pacientes em leitos por meio de câmeras que alertam quando há situações de risco de acidentes, não sendo necessário que tenha um funcionário sempre atento aos vídeos.

“A partir da análise de grandes quantidades de dados, convertendo-os em inteligência, é possível resolver problemas cotidianos das pessoas e das empresas. A Inteligência Artificial tem um poder de inovação que vai além dos negócios”, declarou Paula Bellizia, CEO da Microsoft Brasil.

No dia 23 de outubro, em São Paulo, discutiremos sobre a tendência das novas inovações no 10º Dia da Engenharia Brasil-Alemanha: Engenhando a Sociedade Digital, com um painel sobre Inovação Inclusiva. Além disso, alguns estudantes de engenharia irão expor seus projetos tecnológicos ao publico empresarial.

Saiba mais, acesse: http://www.vdibrasil.com/eventos/dia-da-engenharia-2018/