15 de dezembro de 2022

Dentre os assuntos mais comentados estão desaceleração econômica, matérias-primas e Indústria 4.0

Uma pesquisa realizada pela IoT Analytics traz uma análise sobre as chamadas de ganho do terceiro trimestre de 2022 com os principais tópicos abordados por CEOs. Foram entrevistadas cerca de 1.500 empresas listadas nos Estados Unidos e os resultados mostram os tópicos digitais e/ou relacionados que os CEOs priorizam no terceiro trimestre de 2022.

É importante ressaltar que os tópicos priorizados pelos CEOs provavelmente levarão a mais investimentos nessas áreas.

Os três tópicos mais discutidos continuam sendo COVID-19, inflação e cadeia de suprimentos, mencionados entre 57% e 72%.

Tópicos como desaceleração econômica e automação ganharam importância no terceiro trimestre, enquanto diversos tópicos que tiveram atenção significativa nos trimestres anteriores tiveram redução considerável, como a Rússia e a Ucrânia, apesar de ainda mencionadas por diversos CEOs, tiveram uma redução de 50% do que no trimestre anterior. Além disso, as discussões sobre trabalho híbrido e trabalho remoto também diminuíram no último trimestre.

Desaceleração Econômica

Em suas chamadas de resultados do terceiro trimestre de 2022, 35% de todos os CEOs falaram sobre “recessão”. Esse número teve um aumento de 74% em relação ao trimestre anterior. A análise também mostra que, assim como a “recessão”, muitos dos próximos temas dessas chamadas de resultados estavam relacionados com uma economia enfraquecida. O tópico “inflação” foi discutido em 71% de todas as chamadas de resultados no terceiro trimestre de 2022. Nos últimos dois anos, essa pauta teve um aumento de 646%.

Outros destaques, também relacionados à desaceleração econômica, foram “congelamento de contratações” e “parar de contratar”. No entanto, muitas empresas ainda estão contratando e os mercados de trabalho parecem surpreendentemente resilientes. Nos Estados Unidos, as taxas de abertura de empregos ainda são superiores às taxas de desemprego. Além disso, o desemprego na Europa continuou a diminuir no terceiro trimestre de 2022.

Matérias-primas

3% dos CEOs falaram sobre cobre, mencionado 30% a mais em comparação com o segundo trimestre de 2022. 2% dos CEOs falaram sobre lítio, mencionado 13% a mais. Essas duas matérias-primas fazem parte de uma longa lista de outras matérias-primas, como madeira serrada, níquel e cobalto, todas com maior volatilidade de preço nos últimos 3 anos.

O preço do cobre está uma verdadeira montanha-russa e aumentou para níveis recordes em março de 2022, depois de uma grande queda em março de 2020, devido à pandemia. Seu preço recorde caiu 18% nos últimos seis meses.

O lítio é necessário em muitos tipos de baterias e é particularmente importante para dispositivos conectados e veículos elétricos. No terceiro trimestre de 2022, a GM introduziu uma nova iniciativa de cadeia de suprimentos, enquanto o CEO da Tesla, Elon Musk, pediu aos empresários que entrassem no negócio de refino de lítio. Os preços do lítio aumentaram 190% no ano passado.

Os formuladores de políticas estão tentando aliviar a dor das cadeias de fornecimento de matérias-primas tensas, pressionando por mais autonomia estratégica. A União Europeia, por exemplo, está trabalhando por uma Lei de Matérias-Primas, incluindo um sistema de alerta precoce e mecanismo de gerenciamento de crises para matérias-primas críticas, aumentando o investimento em produção e reciclagem, e garantindo condições de concorrência equitativas em todo o mundo.

Indústria 4.0

Em uma escala menor do que os tópicos mencionados anteriormente, a Indústria 4.0 foi discutida por 0,4% de todos os CEOs no terceiro trimestre de 2022, um aumento de 113% desde o segundo trimestre de 2022. Por natureza, a Indústria 4.0 se aplica, principalmente, à indústria de manufatura.

O relatório IoT Signals Report—Manufacturing Spotlight, publicado em agosto de 2022, em conjunto pela IoT Analytics, Microsoft e Intel, mostra que 72% dos fabricantes já implementaram parcial ou totalmente uma estratégia de fábrica inteligente.

Apesar da prevalência na pandemia, recessão iminente, inflação e problemas da cadeia de suprimentos global nos últimos anos, os fabricantes estão determinados a acelerar seus projetos de transformação digital nos próximos três anos.

Como algumas empresas fizeram investimentos significativos na Indústria 4.0 há vários anos, as histórias de sucesso de implementação estão, agora, entrando em chamadas de ganhos.

Trabalho remoto e trabalho híbrido

A discussão sobre trabalho remoto no terceiro trimestre de 2022 apareceu em 1,1% das chamadas de ganho. Isso representa uma queda de 50% em relação ao trimestre anterior e uma queda de 94% desde seu pico, no segundo trimestre de 2020. Ao mesmo tempo, o trabalho híbrido foi mencionado por 2,3% dos CEOs e caiu 28% desde o trimestre anterior.

Hoje, a maioria dos CEOs pretende usar uma configuração de trabalho híbrida com alguns dias de expediente obrigatórios, mas com mais liberdade do que antes dos bloqueios do COVID-19.

Sustentabilidade, clima e emissões

A parcela das chamadas de resultados que discutem sustentabilidade, clima e emissões diminuiu no trimestre anterior. No entanto, a longo prazo, desde o primeiro trimestre de 2019, essa é uma tendência bastante positiva. Os três tópicos ganharam grande importância.

No início de 2020, as discussões sobre a transição para uma economia mais sustentável e verde se afogaram no barulho causado pelos bloqueios do COVID-19. O mesmo parece acontecer atualmente, devido à concentração na próxima recessão e inflação. Entretanto, a maioria dos CEOs está convencida de que mais sustentabilidade é um caminho benéfico para suas empresas.