No dia 20 de outubro, aconteceu o primeiro dia da 12ª edição do Dia da Engenharia Brasil-Alemanha, realizado pela Associação de Engenheiros Brasil-Alemanha. Por conta dos efeitos causados pela Covid-19 o evento foi realizado, pela primeira vez, em formato totalmente digital, oferecendo aos participantes conteúdos – ao vivo e on demand – em diferentes formatos.

Participaram da cerimônia o presidente da VDI-Brasil, Mauricio Muramoto, o secretário-executivo do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), Julio Semeghini, o cônsul-geral da República Federativa da Alemanha e São Paulo, Thomas Schmitt, o presidente da VDI-Alemanha, Volker Kefer e o diretor geral da VDI-Alemanha, Ralph Appel.

A cerimônia de abertura ficou a cargo da vice-presidente da VDI-Brasil e diretora associada da Accenture, Renate Fuchs que deu às boas-vindas aos participantes e introduziu o tema central do evento ‘Passo a passo: A maturidade de Indústria 4.0 na prática’.

Na sequência, Julio Semeghini tratou sobre a importância do tema, ressaltando a importância de C&T. “Indústria 4.0 é um tema oportuno que está diretamente relacionada com Brasil e Alemanha, mas que também ultrapassa os limites territoriais pois está dentro de uma transformação digital que passamos no mundo todo. Precisamos tratar de maneira ampla essa transformação digital, priorizando a ciência e a tecnologia para assim aproveitarmos os benefícios da Indústria 4.0.”

O próximo participante foi Thomas Schmitt, que falou sobre a relação da transformação digital com os efeitos da Covid-19. “Todos nós estamos vendo que a crise da Covid-19 está acelerando a transformação digital e, consequentemente, criando novas demandas que se tornam oportunidades em diferentes setores e neste ponto o intercâmbio entre Brasil-Alemanha é muito valioso. As empresas alemãs têm muito a oferecer como, por exemplo, uma regulação específica para transformação digital e no progresso da Inteligência Artificial. Esse é só um exemplo de como essa pode ser uma relação de ganha-ganha”.

Volker Kefer, deu seguimento à cerimônia falando sobre as novas exigências que surgiram neste novo cenário que vivemos. “Hoje em dia, as empresas precisam ser resilientes e se adaptar às condições externas. Historicamente, as oportunidades surgem em um contexto de mudanças. Os engenheiros são a chave para esse desafio de mudanças pois possuem um mindset de solução de problemas. Nós, engenheiros, somos o suporte de toda a cadeia de processos. ”

Na sequência foi a vez de Ralph Appel, abordar sobre o assunto destacando a importância das boas práticas para as empresas. “Além dos desafios externos que foram mencionados anteriormente, as empresas tem que enfrentar os seus próprios desafios para a digitalização. Justamente para isso que a VDI lançará em dezembro a diretriz VDI/VDE 4.000 que auxiliará as empresas a avaliarem o seu nível de maturidade, tal como os próximos passos para a transformação digital”.

Por último o presidente da VDI-Brasil, Mauricio Muramoto reforçou o papel da Associação como disseminadora de conhecimento sobre Indústria 4.0. “Em consonância com o nosso propósito de levar conhecimento aos engenheiros, buscamos oferecer conteúdos aprofundados sobre maturidade em Indústria 4.0. Esse é um tema de vital importância para a indústria como um todo, por isso nos esforçamos para alcançar cada vez mais pessoas. Somente com Indústria 4.0 teremos o progresso das empresas e assim conseguiremos colocar o Brasil na cadeia das empresas mundiais”, finalizou Muramoto.