24 de outubro de 2022

A Indústria 4.0 trouxe para dentro das empresas tecnologias que visam integrar o mundo digital ao físico, a fim de tornar os processos mais dinâmicos e práticos. A conectividade entre equipamentos, equipes e ferramentas já faz parte do cenário de diversas indústrias, e a integração entre homem e máquina proporcionada por essas tecnologias é capaz de levar mais evolução e modernização para muitos dos processos industriais.

Dessa forma, os benefícios da Realidade Virtual e da Realidade Aumentada aprimoram significativamente os métodos e a eficiência na indústria, já que essas duas tecnologias têm um grande potencial de simular as mais variadas situações e tarefas, reduzindo custos e erros de execução, melhorando a comunicação, aumentando a produtividade e contribuindo no aumento do lucro. 

A aplicação da realidade aumentada e virtual na indústria pode ser realizada por meio de ferramentas que utilizam Inteligência Artificial, funcionam em ambientes 3D ou podem ser integrados a outras tecnologias. Para melhorar a produtividade e expandir a gestão, pode-se recorrer a um software de gestão que, além de integrar departamentos, funciona em nuvem e está alinhado a outras tecnologias como Machine Learning, IoT e Big Data. 

A Realidade Aumentada na indústria

A Realidade Aumentada, ou AR, tem potencial para mudar significativamente a maneira como se fabrica, produz e consome, nos mais diversos setores. Os fabricantes de produtos automotivos, industriais, setores de defesa e aeroespacial estão entre os que lideram o uso da realidade aumentada nos processos.

Um uso muito comum para a AR nas indústrias é na realização de simulações e de treinamentos. Com os treinamentos via Realidade Aumentada, a fábrica consegue aumentar a eficácia, a produtividade e a segurança dos funcionários e dos processos. A AR também é capaz de agilizar e tornar mais eficiente o processo de reparo e de manutenção dos equipamentos da fábrica. 

Outra grande capacidade na indústria que essa tecnologia oferece é a de fornecer uma visão de raio-x dos processos e das máquinas. Com um dispositivo de realidade aumentada, consegue-se analisar todas as características internas de um processo produtivo. A Realidade Aumentada, diferentemente da VR, não substitui o ambiente real. Neste caso, como o próprio nome já diz, a tecnologia aumenta a realidade como normalmente se enxerga. 

São muitas vantagens e a AR já faz parte dos processos industriais no Brasil. A sua aplicação passou a ser imprescindível para a Indústria 4.0, já que ela integra funcionalidades tecnológicas às experiências humanas para aumentar competitividade e produtividade, colaborando com eficiência e segurança da fábrica.

A Realidade Virtual na indústria

A Realidade Virtual, ou VR, permite que as pessoas interajam com um ambiente tridimensional (3D) artificial, utilizando dispositivos eletrônicos especialmente criados para esse fim, como, por exemplo, os famosos óculos VR. Nesse ambiente virtual, o usuário consegue explorar diversas possibilidades como se estivesse no mundo real, e essa tecnologia vem sendo aplicada na indústria de modo a aumentar a produtividade e praticidade nos processos. 

Algumas das funções implementadas com efetividade são: suporte remoto para instalação e manutenção de equipamentos, treinamento de funcionários com experiências imersivas, marketing para demonstração virtual de produtos, testes e análises no processo de produção de produtos detectando falhas durante o projeto antes do protótipo físico ser criado, entre outros.

Como algumas soluções que utilizam realidade aumentada e a realidade virtual ainda são novidades, a indústria pode ficar insegura na hora de investir e aplicar essas tecnologias. Pensando nisso, a Associação Digital Bitkom, na Alemanha, realizou um estudo sobre os principais detalhes da aplicação da VR e AR nas empresas. Neste guia, são explicadas as vantagens para as empresas, esclarecimento das principais dúvidas e as áreas de aplicação com exemplos práticos e concretos. 

Com a ajuda dessas tecnologias, os fluxos de trabalho podem ser simplificados e os custos reduzidos. “Com a realidade virtual e aumentada, não apenas os consumidores podem mergulhar em mundos desconhecidos em casa com a ajuda de óculos VR – o uso é particularmente vantajoso também para a economia nas indústrias”, diz o Dr. Sebastian Klöß, chefe de tecnologia de consumo e AR/VR da Bitkom. 

Confira e baixe o estudo completo.