Nos dias 20 e 21 de outubro, acontece o 12° Dia da Engenharia Brasil-Alemanha, realizado pela VDI-Brasil. Nesta ocasião, a VDI homenageia, anualmente, o vencedor do Prêmio VDI-Brasil, um reconhecimento por ações inovadoras que contribuem para o fortalecimento da engenharia no Brasil, tal como para toda a sociedade.

Na 6ª edição do Prêmio VDI-Brasil, a homenageada será Juliana Fernandes Alves, engenheira química e gerente corporativo de projetos da Ambev, que liderou o projeto de construção de um hospital modular para tratar pacientes infectados pela Covid-19, na cidade da São Paulo.

O projeto foi construído em um tempo consideravelmente curto. Desde a ideia até o início da operação do hospital, passaram-se apenas 36 dias. O prédio está localizado no anexo do Hospital Municipal M’Boi Mirim – Dr. Moysés Deutsch, gerido pela Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein em conjunto com a prefeitura.

A modalidade dispensa materiais convencionais na maior parte dos processos, como tijolos, cimento e concreto. No lugar deles, são usadas estruturas e painéis metálicos. O projeto foi construído em uma parceria da Ambev com a Gerdau e o Hospital Israelita Albert Einstein.

A VDI considera que a utilização de tecnologias e ferramentas da indústria para promover o bem-estar da sociedade, tal como contribuir para áreas como saúde, educação, segurança e mobilidade, deve ser o objetivo do engenheiro.

Ao liderar um projeto de tamanha importância para o país em um momento tão crítico, Juliana Alves utilizou a engenharia em prol da sociedade, com inovação, agilidade e diversidade, e por isso a VDI-Brasil terá a honra de homenageá-la em seu principal evento.

Juliana Alves é graduada em engenharia química pela Universidade Federal de São Carlos, possui mestrado profissional em tecnologia ambiental pelo Instituto de Pesquisas Tecnológicas – IPT e MBA em gerenciamento de projetos pela Fundação Getúlio Vargas – FGV. Atualmente é gerente corporativa de projetos na Ambev, empresa na qual atua por 13 anos.